sexta-feira, 3 de março de 2023

Peça do mês - março



 

  Cachimbo

Século XIX

Técnica: Incrustações

11, 5 cm comprimento. 5 cm de altura 2, 8 cm de diâmetro.

CP – MA

Inv. Nº 84. 256

No mês em que comemoramos o 165º do aniversário de José Relvas apresentamos uma peça do seu uso pessoal: o cachimbo. Este foi introduzido na Europa, no século XVI, após os europeus terem visto na América o uso deste instrumento para o consumo do tabaco.

O tabaco era colocado no fornilho do cachimbo, de forma a ser aceso, e a fumaça era inalada pela boquilha.

Os primeiros cachimbos eram feitos em cerâmica branca (caulino), sendo oriundos da Inglaterra, rapidamente os centros de produção difundiram-se para outros países como Holanda e mais tarde, na França. No século XIX, surgem cachimbos fabricados em argila vermelha ou preta e em madeira. Fumar tabaco através de um cachimbo era visto pela sociedade como um ato de elegância, sobretudo pelas classes mais ricas. Sendo, inicialmente, utilizado por se acreditar ter caraterísticas medicinais.

Os cachimbos tornaram-se objetos procurado por quase toda a sociedade. Existindo desde aqueles feitos cuidadosamente, completados com estojo e pinças para brasas, que alcançariam valores elevados, até às peças menos elaboradas, vendidas avulsas em tabernas. Apresentamos aqui um cachimbo de haste curta com estojo. Este é constituído por um fornilho ovoide, com marcas de fogo. A boquilha em resina, está separada da haste de madeira por um anel em prata com decoração fitomórfica. Encontra-se dentro de uma caixa de pele grená forrada a cetim vermelho.